sexta-feira, 29 de agosto de 2008

10 - A EGRÉGORA (1) na KABBALAH

Muitas são as formas de entendimento para o termo 'EGRÉGORA'.
------------------------------------------------------------
Como a proposta deste espaço é motivar para a percepção dos vínculos entre a Kabbalah e a maçonaria, mostramos figuras da 'Arvore da Vida", e através dela provocamos algumas observações.
Tal como o sangue circulante em nosso corpo (microcosmo), que volta ao coração, e novamente retorna e rega de energias renovadas nossos órgãos vitais, num ciclo vital permanente, podemos estabelecer uma percepção para o entendimento da 'egrégora'.

Inicialmente, quando adentramos o templo, deixamos na sala dos passos perdidos, nossos EU's e problemas da vida profana. Adentramos repletos do espírito do NOSSO, dispostos a compartilhar fraternalmente nossas energias, na busca incessante do labor na 'pedra bruta', que todos somos.-----------------------------------------------------------------
Como num RELÂMPAGO, as energias partem do V:.M:. --- Em Kether é mister a fortaleza do espírito do NOSSO. Um V:. M:. egoísta, egocêntrico ou individualista certamente 'aterrará' no próprio ponto de partida, a circulação da energia vital para o sucesso de cada sessão.

É importante que TODOS estejam imbuídos deste espírito do NOSSO. Só assim a energia positiva da egrégora circulará. Primeiramente como relâmpago, vai ao 'Guarda do Templo'.
Após, retorna ao V:.M:. serpenteando os valores da ética, da fraternidade, do conhecimento, da beneficiência e da harmonia.
Estes valores estão implícitos nas 10 Sephirot e nos 32 caminhos que as interligam. Por isto é importante sermos incessantes buscadores destes conhecimentos, que nos permitirão a escalada na "escada de Jacó'.
Dos 'pergaminhos' do Ir:. Marcelo Antunes, disponibilizados em seu curso virtual ( http://www.ordotrimegistus.net/ ) obtivemos a figura abaixo, onde o 'Roda de Samsara' sobreposta à estrutura da loja no REAA, notando-se na entrada uma 'parabólica' por onde a 'energia da egrégora' retorna ao templo pelo cone acinzentado. Outros detalhes são apontados nesta interessante imagem, e serão abordados em outros temas neste blog.
E há muito mais...

REAA - SEMELHANÇAS OU MERAS COINCIDÊNCIAS?

---------------------------------------------------------

6 comentários:

Marcelo F. Antunes disse...

Nossa Consciência Objetiva, ainda pesadamente velada na Sala dos Passos Perdidos (na realidade, é comum se passar algum tempo para ela começar a desanuviar-se, mesmo depois de cumprido todo o Ritual de Abertura dos Trabalhos), irá precisar de alguma ajuda visual, olfativa, auditiva, táctil e do paladar [todos os 5 (cinco) sentidos ativados], para que a Mente possa fazer o corpo físico acompanhar a Jornada que será feita na Alma, embora percorrida simbolica e energéticamente, pelo nosso deslocamento [Côrpo: Veículo (Templo) Sagrado = Carruagem = Mercabah] no Recinto Templário que se localiza no Plano Astral, permeando o Mental e tocando o Causal. Assim, Colunas, Símbolos, Falas, Circumambulações, Incensos, Luzes (Velas) são necessárias para nos (e)levar ao fulcro do Ritual.

David Yuri disse...

Diria ao Ir.'. que a Egrégora pode ser formada de uma forma muito especial através de uma pequena meditação ou concentração antes de iniciarmos as sessões.
T.'.F.'.A.'.
Ir.'.David também de Curitiba

Marcelo F. Antunes disse...

A Maçonaria possue dois Círculos de Atuação: o Externo e o Interno. Para o [Círculo] Externo qualquer compreensão e/ou comportamento é válido, posto que Simbólico. Já para o [Círculo] Interno só há Uma Única Compreensão totalmente Secreta, que se protege fazendo-se inatingível e inexpugnável aos IIr.'. ainda atrelados as alegorias e metáforas religiosas. Resulta daí, a imensa diversidade que sempre deve ser respeitada nos credos e experiências pessoais de cada Sêr Humano, seja Êle Ir.'. ou não!
Mas, depois de muito participar como Of.'. em inúmeros Ritos, LLj.'. e Potências, constatei que a Egrégora só emerge do Kadosh Ha Kadoshim [Oriente] como a Centelha Divina do G.'.A.'.D.'.U.'. Vivo! E Ela só comparece se ativada [Luz em Tifferet], e lá permanece em havendo identificação com a totalidade dos Corações Reais ativados.
Daí a expressão ARTE REAL ser sinônimo de Maçonaria!

AVIDES disse...

No texto disse-se: "É importante que TODOS estejam imbuídos do espírito do NOSSO". O comentario do Ir:. Davi Yuri valida fortemente o destaque do NOSSO. É uma condição para que este 'estado de espírito' exista em TODOS na loja, que a meditação no momento de concentração antes da entrada na loja atue, de forma que deixemos nosso EU (egoísmos e materialidades)lá de fora.

Rogerounielo disse...

Apocalipse. Revelação da Trindade. Árvore da Vida e a Quarta Forma de Energia. Criação, Estabilização e Transmissão da Energia (http://rounielo.blogspot.com/2011/06/parte-0-tomo-33b-arvore-da-vida-e.html). Trombetas. Seis livros foram abertos. Falta ser aberto, apenas, um dos livros da sabedoria. (http://www.youtube.com/watch?v=YJAbD9uwZ5g).

Vinícius Tadeu disse...

PARA QUEM GOSTA DO TEMA
"O Egrégora" romance de Ficção Espírita GRÁTIS em E-book com 409 páginas em:
http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/3546234 ou no site do escritor www.viniciustadeu.com