sexta-feira, 17 de abril de 2009

22 - Pentagrama pela Gestalt - Árvore da Vida

Adaptando da enciclopédia livre (Wikipédia), a GESTALT vem da associação da Psicologia com a forma (Psicologia da Gestalt). Gestaltismo ou simplesmente Gestalt é uma teoria da psicologia que considera os fenômenos psicológicos como um conjunto autônomo, indivisível e articulado na sua configuração, organização e lei interna. A teoria foi criada pelos psicólogos alemães Max Wertheimer (1880-1943), Wolfgang Köhler (1887-1967) e Kurt Koffka (1886-1940), nos princípios do século XX. Funda-se na idéia de que o todo é mais do que a simples soma de suas partes.


Segundo a Gestalt, existem quatro princípios a ter em conta para a percepção de objectos e formas: a tendência à estruturação, a segregação figura-fundo, a pregnância ou boa forma e a constância perceptiva.


Outros conceitos dessa teoria são supersoma e transponibilidade.[1] Supersoma refere-se a idéia de que não se pode ter conhecimento de um todo por meio de suas partes, pois o todo é maior que a soma de suas partes: "(...) "A+B" não é simplesmente "(A+B)", mas sim um terceiro elemento "C", que possui características próprias".[carece de fontes?] Já segundo o conceito da transponibilidade, independentemente dos elementos que compõem determinado objeto, a forma se sobressai. "(...) uma cadeira é uma cadeira, seja ela feita de plástico, metal, madeira ou qualquer outra matéria-prima."[carece de fontes?]

O Homem VITRUVIANO - Inspirado no trabalho
do arquiteto romano Vitruvius Pollio, que explica
a relação entre simetria e perfeição.
É um pentagrama humano, com o corpo de um homem dentro de um círculo.
Leonardo da Vinci - estudou exaustivamente as proporções áureas do corpo humano de onde resultou o famoso desenho denominado o Homem Vitruviano, feito por volta de 1490.



Serge e Anne Ginger - Gestalt - Uma Terapia do Contato, nos brindam com interessantes visões do pentagrama.




E tem muito mais!
===========================================

Nenhum comentário: