quinta-feira, 30 de julho de 2009

37 – A importância do “DIACONO” - Triângulo Pitagórico

Muito se fala da caminhada dos 'diáconos' em loja, em seu objetivo de levar a palavra de abertura dos trabalhos. Em algumas lojas contorna-se aas 'colunas' no cumprimento deste objetivo, noutras, inicia-se (1º Diac:.) sua jornada no 'Oriente', à direita do V:.M:., adentra-se o 'Ocidente' no sentido 'horário', e após fazer-se um 'angulo reto' defronte o 2º Vig:., dirige-se ao 1ºVig:, concluindo seu curso ao lado do L:.L:.. O 2º Diac:. completa o percurso levando a palavra do 1º ao 2º Vig:.

A 'Árvore da Vida' apresenta o "Triangulo Pitagorico", cuja mística propõe um entendimento deste momento mágico em loja.

Da matéria “Maçonaria Ancestral”, de lavra do ir:. Otmanu, adaptamos da figura do Templo de Hermes, a movimentação dos ‘DIÁCONOS” no inicio das reuniões. Poucos irs:., por falta de reflexão, sabem do teor da importância desta fase da reunião.

Clique no link abaixo para ver a animação que simula a circulação da energia no templo. Aguarde porque pode demorar alguns instantes, dependendo da configuração de seu microcomputador:

http://www.ordotrimegistus.net/assets/luzes_templo_de_hermes.swf



Agora, imagine um navio ancorado no cais de um porto, prestes a zarpar. Imagine também a grande energia exigida de seus motores para colocá-lo em movimento, até que, em alto mar, esteja em velocidade de cruzeiro. Correlacione agora esta imagem com a abertura dos trabalhos em loja, e estabeleça um foco na energia da EGREGORA ainda em formação.

Ao circular, seguindo as linhas que formam o “Triângulo Pitagórico”, os Diáconos estabelecem os primeiros movimentos que darão força à constituição da egrégora, ainda em formação. Não bastasse a forte simbologia oculta no triangulo pitagórico (como o ângulo reto e as relações matemáticas entre seus lados), precedemos à abertura do L:.L:., incluso no triângulo e, circundado no REAA, pelas luzes que iluminarão os trabalhos.

Toda a responsabilidade de compor a força da egrégora sobrecai, então, sobre os Diáconos, que alcançam em suas funções, os três vértices do triangulo.

Existem muitas coisas que vemos, mas não enxergamos! Quando falamos no celular sabemos que uma energia é trocada entre o aparelho colocado em nosso ouvido, e as torres de microondas, que coletam e encaminham ao sistema de telecomunicações, as energias de voz convertidas em elétricas. Sentimos, porém não vemos estas energias!

Reflita meu irmão! Veja a importância de visualizar este tema através da Árvore da Vida (Kabbalah). Observe a coincidência (?) da posição dos oficiais em loja com a posição da Sephirots na Árvore da Vida.

No passado, muitas lojas mantinham na parede, ao lado do 1º Diac:.. um pequeno recipiente com óleo e pavio aceso permanentemente. Esta 'chama', e somente ela, poderia ser a fonte de fogo/luz do templo, da qual se acendiam as velas usadas nas seções. Estas tradições se perderam ao longo dos anos!

Notar que a posição desta 'chama' coincide exatamente com o vértice do Triângulo Pitágorico, no ponto de onde se inicia a jornada dos 'diaconos'.

Para ver o oculto, é preciso usar os óculos adequados! Certamente há muito mais...


3 comentários:

Coletto disse...

Excelente trabalho. O Irmão está de parabéns
No REAA praticado pelo GOB o L:.L:. não é aberto no interior do triângulo Pitagórico, pois o altar onde ele estáfica no Oriente. Contudo, isto não diminui a excelência do trabalho.
Antônio Coletto

Tasende.: ARLS Pefeita Harmonia disse...

Excelente

Anônimo disse...

Muito se fala sobre a circulação dos diáconos em loja.
Tenho uma dúvida na questão de ritualística, se o 2o. diácono ao fazer a caminhada até o 2o. vigilante passa pela frente ou por trás do 1o. diácono. Gostaria de saber se alguns irmãos sabem me dizer qual a forma correta.

Meu nome é Janio, membro da L. José Ferreira Vieira 168 - Votuporanga - SP